India Herbs
SOLUÇÕES ANTIGAS PARA OS TEMPOS MODERNOS
Title
Ayurveda Fórmula Aprovada para Saúde Cardiovascular
INÍCIO
Depoimentos
Ingredientes
Fito Perfil
Resultados
Ayurveda
FAQ
Garantia
Compre Agora
Webmasters
Distributor
Newsletter
Video
Quem Somos
Fale Connosco

Chame-nos em +1-800-721-0650

  In English
  En Français
  In Italiano
  En Español


100% Extratos

MÓDICO
APROVADO
Our Medical Board
Get a Consultation

Click to verify BBB accreditation and to see a BBB report.

See All Products

View our Product Catalog
Download the PDF Version

Visite também o nosso site para:
Anti Aging
Arthritis
Beauty
Brain Power
Cuidar Próstata
Desintoxicação
Excitação Feminina
Immune Support
Lover's Yoga
Mood Support
Perda de Peso
Potência Masculina
Sangue Saudável
Sonífero
Strength
Virilidade Masculina
Yoga for Virility




Tell Your Friends!


Cardiofy
Escute o que homens e mulheres têm a dizer sobre Cardiofy!
Perguntas?
, Ligue +1-800-721-0650, ou Nos Escrevam!

Cardiofy é um suplemento natural feito para otimizar e controlar sua saúde cardiovascular geral. Ele vai:

Reduzir a Pressão Sanguínea.
Regular os Lipídios Séricos.
Fortalecer Seu Coração e Suas Artérias.
Melhorar a Circulação Sanguínea.
Elevar os Níveis do Bom Colesterol.
Reduzir os Níveis do Colesterol Ruim.

Experimente uma Formula Aprovada para Cuidados Cardiovasculares, Baseada na Ayurveda – O Mais Antigo e Abrangente Sistema Médico que Se tem Notícia.

Cardiofy trata das causas latentes dos Males Cardiovasculares – indo além dos sintomas!

productvideo

Cardiofy contém os 12 mais potentes concentrados de ervas para o rejuvenescimento cardiovascular disponíveis na Ciência Ayurveda, apoiado por estudos clínicos.  Quando usados nas quantidades corretas e misturados por meio de nossos processos registrados, 406 fitonutrientes naturais executam 611 atividades sinergísticas em seu corpo, auxiliando o controle dos níveis de HDL e LD, melhorando a contratilidade do músculo cardíaco, mehorando a circulação do sangue e trazendo proteção contra doenças cardiovasculares

Cardiofy nutre e estimula o sistema cardiovascular para aliviar os efeitos do estresse e da hipertensão por meio da restauração da energia central. Isso é feito aumentando a circulação do sangue, normalizando o metabolismo de lipídios, regulando os níveis do colesterol e dos triglicerídeos, estimulando as funções hepáticas com uma melhor atividade enzimática no fígado, revertendo o endurecimento das artérias pela redução da agregação de plaquetas sanguíneas, aumentando a produção de colágeno em tecidos de ligação (assim reduzindo as veias de varizes e fortalecendo os vasos sanguíneos), diminuindo a receptividade do coração à estimulação adrenérgica, que aumenta os batimentos cardíacos e a força de contração, vasoconstrição e vasodilatação, produzindo a liberação de energia metabólica ao “aquecimento do coração”, o que acalma a mente e evita a hipertensão.

Os ingredientes de Cardiofy envolvem uma Mistura Registrada que opera diretamente em todo o sistema cardiovascular com impactos positivos nos níveis  hormonais, no fluxo sanguíneo e na energia central. Tome uma simples cápsula de Cardiofy duas vezes ao dia para manter e intensificar esses efeitos em seu sistema cardiovascular ao longo do tempo. Para melhores resultados, tente incorporar as orientações de estilo de vida oferecida a você por meio de consulta médica com nossa equipe de médicos Ayurveda.

MÉDICOS E CIÊNCIA AYUVERDA CONCORDAM...
Cardiofy, Com sua Fórmula Aprovada Para Cuidados Cardiovasculares, Apresenta Resultados Duradouros e Signficativos.
Desnecessária Receita Médica!

Cardiofy e’ un Prodotto Di:

ball Cinco mil anos de sabedoria Ayuvérdica.
ball Testes e pesquisas modernas
ball Técnica inovadira de encapsulação
ball Potência controlada em laboratório.
ball Fórmula aprovada pelos medicos, cuidadosamente calibrada.

CLIQUE AQUI PARA PEDIR CARDIOFY!

Tour Pelo Sistema Cardiovascular

O coração, vasos sanguíneos e o sangue compõem seu sistema cardiovascular. Sangue (mostrado em vermelho) movendo-se para o coração leva oxigênio e nutrientes para o corpo todo. Na viagem de volta, o sangue (mostrado em azul) pega os elementos que sobraram para que seu organismo os elimine.

O coração é um músculo que tem o tamanho de um punho fechado. Ele se contrai e relaxa cerca de 70 vezes por minuto em repouso (mais quando você se exercita), bate cerca de 30 milhões de vezes por ano, e bombeia aproximados 15 mil  litros  de sangue por meio de suas divisões para o corpo todo. Seu sangue circula por uma rede de grandes e pequenos vasos. Se colocada lado a lado, essa rede pode cobrir cerca de 111 mil km (o suficiente para circular a Terra 2 vezes e meia)!

Quando você respira, o ar é enviado para seus pulmões. O sangue é bombeado do coração pela artéria pulmonar para os pulmões, onde o dióxido de carbono é retirado, sendo misturado ao oxigênio. O sangue oxigenado é levado de volta ao coração através da veia pulmonar. As artérias levam o sangue para fora de seu coração em alta pressão a tubos vicinais cada vez mais finos chamados capilares.  Assim, o oxigênio é levado a todas as células de seu corpo, inclusive as dos ossos, da pele e de todos os órgãos. As veias levam o sangue sem oxigênio de volta ao coração.

Seu sangue é composto, em grande parte, por um líquido incolor chamado plasma. As hemácias (que dão ao sangue seu aspecto vermelho) são células que levam o oxigênio para as demais células e trazem de volta gases de sobra em troca. Os leucócitos atacam e matam corpos estranhos e as células das plaquetas ajudam seu corpo a se recuperar depois de ferimentos.

O seu sistema cardiovascular é uma bela sinfonia que sustenta sua vida. Em geral é ignorado e muito pouco é feito para garantir seu desempenho a longo prazo. A ausência de cuidados preventivos transformarão seu sistema cardiovascular numa bomba relógio.

Doenças Cardiovasculares
Em 2004, as doenças cardiovasculares ceifaram 869724 vidas nos EUA. (36,3% de todas as mortes). O total de 148000 pessoas foi de amerivanos abaixo de 65 anos. De acordo com estimativas para o ano seguinte da American Heart Association, 80700000 de cidadãos dos EUA sofrem de uma ou mais formas de doenças cardiovasculares.

1) Pressão sanguínea alta – 73 milhões

  • A pressão alta provoca um esforço redobrado nas paredes arteriais, o que, ao longo do tempo, danifica as artérias, tornando-as mais vulneráveis à formação de placas associada à arteroesclerose.

2) Doença Cardíaca Coronariana (causada pela arteroesclerose, o estreitamento das artérias coronárias devido a agregados gordurosos de placas que bloqueiam o fluxo de sangue ao músculo cardíaco, deixando dessa forma, o coração desprovido de oxigênio. É a causa maior de dores no peito e/ou ataques cardíacos) – 16 milhões

  • Enfarte do miocárdio (ataques cardíacos agudos ocorrem quando um entupimento ou espasmo bloqueia uma artéria coronária já estreita , restringindo o oxigênio a uma parte do músculo cardíaco resultando num mal permanente) - 8,1 milhões
  • Angina Pectoris (dor no peito ou desconforto causado por suprimento reduzido de sangue ao músculo cardíaco) - 9,1 milhões

Estima-se que 1,2 milhões de norte-americanos terão um novo ou recorrente ataque cardíaco este ano, e cerca de 31 mil morrerão como resultado.

3) Derrame (ocorre quando um vaso sanguíneo no cérebro é bloqueado ou estoura) - 5,8 milhões

  • Sem o sangue e o oxigênio levado por ele, parte do cérebro começa a morrer e a parte do corpo controlada pela área danificada não funcionará apropriadamente.
  • Danos ao cérebro podem começar com um derrame que dure minutos.

4) Insuficiência cardíaca (o coração não bombeia tão bem quanto deveria) - 5,3 milhões

  • Por ano, cerca de 550mil pessoas são diagnosticadas com insuficiência cardíaca.
  • É a causa principal de hospitalização em pessoas acima de 65 anos.

5) Arritmia (ritmo anormal do coração) – mais de 850mil norte-americanos são hospitalizados com arritmia todos os anos. Pode ser provocado por inúmeros fatores incluindo:

  • Doença cardíaca coronariana
  • Desequilíbrio eletrolítico no sangue (como o sódio ou o potássio)
  • Alterações no músculo cardíaco
  • Machucados originados de um ataque cardíaco
  • Processo de recuperação pós-cirurgia cardíaca

6) Aneurisma da aorta (inchaço em uma parte da aorta, que pode chegar a estourar, casando um sangramento grave, que mata dentro de minutos) – cerca de 176mil norte-americanos são afetados anualmente, sendo a causa de 15 mil mortes por ano.

  • Problemas médicos como pressão alta e arterosclerose, enfraquecendo as paredes da artéria bem como o desgaste que ocorre com o envelhecimento podem resultar em um inchaço externo da parede da aorta.
  • O fluxo mais lento do sangue na área inchada pode ensejar a formação de entupimentos. Se uma interrupção do sangue ocorrer na área do peito, ela pode mudar-se para o cérebro, provocando um derrame. Se acontecer na área da barriga, pode bloquear o fluxo de sangue para essa área do corpo ou para as pernas.

Fatores de Risco
No ano de 2006, estimava-se que 51% dos homens e 40% das mulheres com 50 anos de idade nos EUA poderiam desenvolver alguma doença cardiovascular durante a vida. Os principais determinantes de risco são:

  • Fumar – O risco de os fumantes desenvolverem doença coronariana é de 2 a 4 vezes maior do que o do não-fumantes. Fumar cigarros também age com outros fatores de risco para a doença cardíaca coronariana.
  • Colesterol Alto – Na mesma medida em que o colesterol no sangue aumenta, aumenta o risco de doença cardíaca coronariana. Quando outros fatores de risco se fazem presentes (como pressão arterial alta e tabagismo), essa possibilidade é ainda maior. O nível de colesterol de uma pessoa é definido também pela idade, sexo, fatores hereditários e dieta.
  • Pressão Sanguínea Alta --  A pressão arterial alta sobrecarrega o coração, levando esse órgão a espessar e tornar-se mais rígido. Também amplia o risco a derrame, ataque cardíaco, insuficiência renal e no coração. Ao coexistir com obesidade, fumo, níveis elevados de colesterol no sangue ou diabete, a pressão alta aumenta em muitas vezes o risco de ataque cardíaco e derrame.
  • Sedentarismo – Um estilo de vida inativo é um fator de risco para a doença cardíaca coronariana. A atividade física regular e de moderada a vigorosa ajuda a prevenir doenças cardíacas e dos vasos sanguíneos. Quanto maior o esforço utilizado na atividade, tanto maiores os benefícios. Contudo, mesmo as atividades de intensidade moderada só auxiliam se realizadas regularmente e a longo prazo. A atividade física pode ajudar no controle do colesterol no sangue, do diabete e da obesidade, bem como prestar um auxílio na manutenção de uma pressão arterial mais baixa.
  • Obesidade / Excesso de Peso – Pessoas com gordura no corpo em excesso (principalmente se concentrada na cintura) têm uma maior predisposição a desenvolverem doença cardíaca e derrame mesmo que inexistam outros fatores de risco. Excesso de peso sobrecarrega o coração. Isso também eleva a pressão arterial, os níveis de colesterol e os triglicerídeos, além de abaixar os do colesterol LDL ("bom") Também aumenta a predisposição ao diabete. Mesmo perdendo tão pouco quanto 4,5 kg, é possível reduzir o risco de doença cardíaca.
  • Diabetes Mellitus – O diabete aumenta seriamente o risco de desenvolver doença cardíaca. Mesmo se os níveis de glicose (açúcar no sangue) estiverem sob controle, o diabete aumenta o risco de doença cardíaca e derrame. Os riscos são ainda maiores se o açúcar no sangue não estiver bem controlado. Quase 67% dos homens e 57% das mulheres que sofrem de diabete aos 50 anos, terão doenças cardiovasculares por volta dos 75. Aproximadamente 75% dos diabéticos morrem de alguma forma de doença cardíaca ou dos vasos sanguíneos. Se você é diabético, é extremamente importante um trabalho conjunto com seu médico para geri-la e controlar outros fatores de risco que você possa controlar.
  • Estresse – A resposta individual ao estresse pode ser um fator que contribua ao desenvolvimento de doenças. Alguns cientistas observaram uma relação entre risco a uma doença cardíaca coronariana e estresse na vida de uma pessoa, seu comportamento diante da saúde e situação socioeconômica. Tais fatores podem afetar os de risco. Por exemplo, alguém estressado tende a comer demais, fumar demais e aumentar o consumo de álcool.
  • Álcool – Beber muito pode aumentar a pressão arterial, provocar insuficiência cardíaca e levar ao derrame. Ele consegue contribuir para o alto nível de triglicerídeos, câncer e outras doenças, além de produzir batimentos cardíacos irregulares. Contribui na obesidade, alcoolismo, suicídio, além de causar acidentes. Contudo, o risco de doenças cardíacas em pessoas que bebem quantidades moderadas de álcool (média de um drinque para as mulheres e de dois para os homens diariamente) é menor do que em abstêmios. Define-se um drinque como tendo 50ml de bebidas com teor alcoólico de 40% (por exemplo,bourbon, uísque, vodca, gim, etc.), 30ml de bebidas com teor de 40%, 110ml de vinho e de cerveja. Não é recomendável que abstêmios comecem a beber e nem que bebedores aumentem a quantidade tomada para reduzir o risco de doença cardiovascular.

Se você atingir os 50 anos sem nenhum dos fatores de risco acima, o risco de doença cardiovascular é de apenas 5% para homens e 8% para mulheres. Existe uma boa chance de você viver até os 90.

Se, entretanto, aos 50 anos você tiver um ou mais fatores de risco, então a possibilidade de ter uma doença cardiovascular salta para 69% para os homens e 50% para as mulheres. A taxa de sobrevivência média para homens e mulheres com dois fatores de risco é uma década de vida menor do que para aqueles que não têm nenhum.

Sintomas
Os seguintes sintomas são indicativos de diversas doenças cardiovasculares:

  • "Pés gelados" ou um dedo do pé dolorido e preto ou azul – Aneurisma Abdominal da Aorta
  • Sensação pulsante no abdômen -- Aneurisma Abdominal da Aorta
  • Dor nas costas – Aneurisma Torácico da Aorta
  • Sangue na urina – Pressão alta
  • Tosse ou falta de ar -- Aneurisma Torácico da Aorta
  • Tosse com catarro branco – Insuficiência cardíaca
  • Dor no peito latejante ou profunda - Aneurisma Torácico da Aorta
  • Dificuldade ou dor ao engolir - Aneurisma Torácico da Aorta
  • Desconforto nos ombros, braços, pescoço, garganta, maxilares ou nas costas - Angina
  • Desconforto que irradia para as costas, maxilares, garganta ou braços – Ataque cardíaco
  • Sensação de desconforto, peso, pressão, queimação, fastio, aperto ou dor no peito (pode ser confundida por engano com indigestão ou azia) -- Angina, ataque cardíaco, arritmias, insuficiência cardíaca, pressão alta
  • Queda repentina na pressão arterial -- Aneurisma da Aorta
  • Batimentos acelerados – Ataque cardíaco
  • Fadiga ou confusão – Pressão alta, derrame
  • Febre ou perda de peso -- Aneurisma Torácico ou Abdominal da Aorta
  • Pigarro -- Aneurisma Torácico da Aorta
  • Formigamento, fraqueza ou paralisia facial, nos braços ,nas pernas, geralmente num lado do corpo – derrame
  • Dor no peito, no abdômen ou na região de baixo das costas,possivelmente se espalhando para virilha, nádegas ou pernas -- Aneurisma Torácico ou Abdominal da Aorta
  • Palpitações (batimentos irregulares do coração, batimentos faltantes ou sensação de queimação no peito, ou a sensação de que o coração está falhando) -- ataque cardíaco, arritmias, pressão alta
  • Peso no peito-- arritmias
  • Ganho rápido de peso (por exemplo, 1 ou 2 kg em um só dia) – Insuficiência cardíaca
  • Dor grave de cabeça – Pressão arterial alta, derrame
  • Falta de ar ao deitar de barriga para cima na cama – Insuficiência cardíaca
  • Fala enrolada ou pastosa -- Derrame
  • Dor repentina e severa -- Aneurisma explosivo da aorta
  • Suores, nausea, vômitos ou tonturas – Ataque cardíaco, Insuficiência cardíaca
  • Inchaço nos tornozelos, nas pernas e no abdômen – Insuficiência cardíaca
  • Problemas para caminhar, tontura, desequilíbrio e descoordenação motora -- Derrame
  • Problemas de visão – pressão alta, derrame
  • Fraqueza, tontura, ansiedade, falta de ar – Ataque cardíaco, Arritmias, Insuficiência cardíaca, Pressão alta

Os sintomas relacionados à pressão arterial alta são para casos extremamente altos. Em geral, a pressão alta não tem sintomas.

Medicina Ocidental
Para tratar de problemas relacionados com doenças cardiovasculares, a medicina ocidental depende de agressivas e caras drogas sob prescrição e cirurgias de preços proibitivos. Tais métodos em geral só dizem respeito aos sintomas da doença e não às causas subjacentes. Tão logo você pare de tomar a droga, o problema retorna! E esses remédios tomados sob prescrição quase sempre causam efeitos colaterais indesejados e até mesmo perigosos.

As opções de tratamento medicamentoso são muitas: alfa-bloqueadores, inibidores de conversão da enzima angiotensina, drogas antiarritmia, anticoagulantes, antiplaquetas, trombolíticos, beta-bloqueadores, bloqueadores do canal de cálcio, drogas de ação central, drogas que baixam o colesterol, drogas à base de digitalis, nitratos, diuréticos, antagonistas periféricos adrenérgicos, vasodilatadores.

Em geral, assim que o tratamento medicamentoso começa, recomenda-se que dure o resto da vida e também envolve uma série de drogas. Os efeitos colaterais incluem ansiedade, sangramento, confusão mental, dor no peito, mãos e pés gelados, constipação, diarreia, tontura, tosse seca, boca seca, desmaios, febre, dores de cabeça, intolerância ao calor, hipertireoidismo, aumento do açúcar no sangue, indigestão, inflamação cardíaca, insônia, intolerância ao frio, pruridos, dor nas juntas, interrupão do funcionamento renal, inflamação do fígado, perda de apetite, perda de concentração, baixa de açúcar no sangue, baixa de plaquetas no sangue, inflamação no pulmão, lúpus, perda de memória, gosto metálico na boca, degeneração muscular, náusea, pesadelos, hipotensão ortoestática, palpitações, batimentos cardíacos acelerados, rash, inquietude, zumbido nos ouvidos, enxaquecas, aumento grave na pressão arterial, falta de ar, descoloração na pele, lentidão nos batimentos cardíacos, susceptibilidade a queimaduras de sol, suores, inchaço, impotência temporária, tremores, câimbras, dificuldade para urinar, distúrbios visuais, vômitos, contrações cardíacas fracas, fraqueza, ganho de peso e piora do glaucoma.

As opções cirúrgicas incluem: angioplastia, cirurgia de válvula cardíaca artificial, artereoctomia, cirurgia de desvio, cardiomioplastia, transplante cardíaco, aparelhos médicos implantáveis (aparelho de assistência ventricular esquerdo,marca-passo, desfibrilador cardioversor), cirurgia cardíaca minimamente invasiva, ablação por rádio-frequência, procedimento de stent e revascularização transmiocardiana. Todos esses procedimentos cirúrgicos trazem consigo o risco de infecção e sérias complicações, a maior parte demanda o uso de drogas o resto da vida e não garantem uma saúde cardiovascular duradoura.

Medicina Ayurvédica

Ayurveda, a ciência da vida, da prevenção e da longevidade, é o mais antigo e holístico sistema médico abrangente disponível. Seus fundamentos podem ser encontrados em escrituras do hinduísmo denominadas Vedas – os antigos livros indianos da sabedoria escritos há nais de cinco mil anos. Ayurveda usa os princípios inerentes e naturais que ajudam a manter a saúde de uma pessoa por meio da manutenção do corpo, mente e espírito do indivíduo em perfeito equilíbrio com a natureza.

India Herbs possui um grupo treinado de médicos Ayurveda conhecedores de Kaya Chikitsa, uma das oito especialidades dessa ciência que lida com Medicina Interna. É o ramo da Ayurveda que oferece terapias para a purificação e a desintoxicação. Kaya Chikitsa vai fundo na definição da principal causa de uma doença e precreve o uso terapêutico de vários remédios à base de ervas e tratamentos holísticos que melhoram as capacidades cardiovasculares, além de fortalecer o corpo e levar ao bem-estar geral.

Os medicos Kaya Chikitsa da India Herbs combinam uma fórmula de ervas registrada baseada na velha sabedoria de séculos com aconselhamento sobre o que comer, exercícios, treinamento mental e relaxamento ajudando as pessoas a alcançarem o máximo em saúde cardiovascular e ultrapassar as suas preocupações com saúde através de meios seguros e naturais.

Recomendações
Pode-se otimizar a saude cardiovascular a longo prazo por meio de:

1) Reversão do dano – Anos de vida estressante causaram danos ao seu sistema cardiovascular. Para ajudar a reverter isso, Cardiofy libera centenas fitonutrientes que agem no nível molecular e que melhoram a circulação sanguínea, normalizam o metabolismo de lipídios, regulam os níveis de colesterol e triglicerídeos, estimulam as funções hepáticas, reduzem a agregação de plaquetas, fortalecem os vasos, minimizam o estresse cardíaco, energizam o tecido do coração e revertem a hipertensão.

2) Evitar a gordura saturada – A gordura saturada é a principal causa ligada à dieta do colesterol alto no sangue. Os alimentos a evitar incluem a carne bovina, vitela, ovinos, suínos, toucinho, gordura de frango, manteiga, creme de leite, leite, queijos, laticínios integrais, leite magro, coco, óleo de coco, óleo de palma, óleos tropicais e manteiga de cacau.

3) Evitar gorduras hidrogenadas – Gorduras hidrogenadas elevam o colesterol no sangue. Alimentos a evitar incluem as margarinas e a banha.

4) Evitar ácidos de gorduras trans – Os ácidos de gorduras trans elevam o colesterol no sangue. Os alimentos a evitar incluem batatas fritas, docinhos, biscoitos doces e salgados, bolos e tortas.

5) Consumir gorduras insaturadas – Obtneha entre 25 e 35% de  sua ingestão diária de calorias de gorduras insaturadas ajudará a reduzir  o seu nível de colesterol no sangue. Os alimentos a consumir incluem salmão, truta, arenque, abacate, azeitonas, nozes e óleos vegetais líquidos (de soja, milho, canola e girassol).

6) Reduzir a ingestão de açúcar – Corte o açúcar em bebidas e comidas para diminuir a ingestão de calorias e ajudar a controlar seu peso. Exemplos de açúca adicionado são a sucrose, a glicose, a frutose, a maltose, a dextrose, os xaropes de milho, o xarope com altos níveis de frutose, o suco de frutas concentrado e o mel.

7) Minimizar a ingestão de sal – Os alimentos com bauxis níveis de sal reduzem o risco de pressão alta. Lute para consumir menos do que 1500 mg de sal diariamente.  Escolha alimentoxs processados com “sódio reduzido” e limite o uso de molho de soja, molho de carne, molho inglês, sal de tempero com sabor, picles e azeitonas. Use suco de limão, casca de frutas cítricas e pimentas vermelhas para temperar. Lave o atum e o salmão enlatado, o queijo feta e o manjericão para tirar o excesso de sódio.

8) Aumente a ingestão de fibras – Quando ingeridas regularmente fazendo parte de uma dieta baixa em gorduras saturadas e em colesterol, as fibras solúveis ajudam a reduzir o colesterol no sangue e podem também reduzir o risco de diabetes e de câncer no cólon e no reto. A cada mil calorias em sua dieta, deve-se ingerir 14 gramas de fibra (nas formas solúvel e insolúvel). Os alimentos ricos em fibras solúveis incluem a aveia, feijões, ervilhas, fécula de arroz, sorgo, frutas cítricas, morangos e polpa de maçã. Os alimentos que são ricos  em fibras insolúveis incluem pães integrais, cereais, repolho, beterraba, cenoura, couve-de-bruxelas, cebola roxa, couve-flor e casca de maçã. Substitua os alimentos com baixo nível de fibras (pão branco, arroz branco, doces e batatas fritas) por aqueles com altos níveis de fibras (pão integral, arroz integral, frutas e vegetais). Coma mais vegetais crus e frutas. Coma os alimentos ricos em fibras a cada refeição.

9) Beber água – Beba de seis a oito copos d’água de 200 ml cada diariamente para garantir que as fibras ingeridas sejam propriamente digeridas e otimizar a perda de gordura.

10) Exercitar-se regularmente – O mínimo de 30 minutos de exercícios diários ajudarão a manter seu peso, deixarão que você pare de perdê-lo e melhoram o estado cardiovascular.

11) Não fumar – Fumantes possuem de 2 a 3 vezes maior predisposição a morrerem de doença cardíaca coronariana do que quem não fuma.

12) Consumir álcool com parcimônia = Beber demais bebidas alcoólicas pode elevar os níveis de triglicerídeos no sangue e ainda causar pressão alta, insuficiência cardíaca,, e aumentar a ingestão de calorias (o que pode lever a obesidade e diabete). Beebr em excesso também causa derrame, cardiomiopatia, arrifmia cardíaca e morte súbita.

Metas
A American Heart Association recomenda os seguintes números para uma saúde cardiovascular ótima:

  • Colesterol total abaixo de 200.
  • Colesterol LDL ("Ruim") abaixo de 160 para pessoas com baixa possibilidade de ter uma doença cardíaca.
  • Colesterol LDL ("Ruim") abaixo de 130 para pessoas com possibilidade intermediária de ter uma doença cardíaca.
  • Colesterol LDL ("Ruim") abaixo de 100 para pessoas com possibilidade ligeiramente alta de ter uma doença cardíaca.
  • Colesterol LDL ("Ruim") abaixo de 70 para pessoas com possibilidade muito alta de ter uma doença cardíaca.
  • Colesterol HDL ("bom") de 50 ou maior para mulheres.
  • Colesterol HDL ("bom") de 40 ou maior para homens
  • Triglicerídeos abaixo de 150
  • Pressão sanguínea abaixo de 120 / 80
  • Digestão de glicose abaixo de 100
  • Índice de massa corporal (IMC) abaixo de 25
  • Circunferência da cintura abaixo de 89 centímetros para mulheres
  • Circunferência da cintura abaixo de 101 centímetros para homens
  • Mínimo de 30 minutos de exercício quase todo dia, senão todos
  • Ingerir, todos os dias, pelo menos 5 porções de frutas e vegetais, 6 porções de grãos, de 25 a 30 g de fibra , menos de 300 mg de colesterol. 2 porções semanais de peixe oleosos.
  • Limitar a ingestão de gordura saturada e trans a menos de 10% do total de calorias.
  • Escolher gorduras e óleos com 2 g ou menos de gordura por colher de sopa.
  • Limitar a ingestão de sal a menos de 6 g por dia (ligeiramente menos do que uma colher de chá).
  • Limitar o consumo de álcool a não mais do que um drinque por dia para as mulheres e dois para os homens.
  • Equilibre a quantidade de calorias dos alimentos que você consome com a quantidade de caloria que você queima todos os dias.
  • Elimine todo o tabaco e a exposição à fumaça de fumantes passivos.

Resultados: A combinação exata de ingredientes de Cardiofy, além do foco centrado na mente e no corpo precisamente ataca suas preocupações com o sistema cardiovascular!


Novembro promoções para Lembre-se! (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Índices Crescentes de Infertilidade Feminina (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Alto Definir o Núcleo para Agitar o Mu (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Yoga Deixa os Homens GOSTOSOS (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

O que o Tamanho da sua Cintura Diz sobre seu Desempenho na Cama (Men's Health Newsletter - Nov 2012)

Ofertas irresistíveis de Setembro (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Ayurveda & A Saúde Sexual (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

A Verdade sobre a Ejaculação Precoce (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Glutationa - O Maior Protetor das suas Células (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Como Você sabe se está Comendo Bem? (Men's Health Newsletter - Sep 2012)

Could not connect to Host